Criatividade

SOBRE A ÉTICA

ÉTICA é tudo que você realizar de forma correta, respeitando leis e regulamentos sociais e acordos pessoais estabelecidos para aquele objeto.

– Você conseguiria ser ético mesmo diante de tanta impunidade propagada e facilidades para ludibriar o outro? 

Só depende do quanto você se qualificar para ser um bom vendedor. Esta leitura compartilhada pode lhe proporcionar a convicção de que, sendo leal, verdadeiro, você estará sendo ético.

Embora seja cada vez maior a preocupação com a postura dos cidadãos, seja nas relações sociais, seja em face do meio ambiente, ou na atividade profissional, a sociedade moderna enfrenta grave crise de valores e modelos que possam servir de base para melhor convívio entre os cidadãos. A paz social está comprometida.

Os negócios de compra e venda, pela sua constante interação social, impõem ao vendedor como profissional e como cidadão, um constante desafio: construir princípios para que como profissional de vendas possa ser responsável por seus atos. Na sociedade atual, em que muito se valoriza a prática do individualismo e do “levar vantagem em tudo”, é importante estimular aos que vivem de vendas, juízo crítico para resistir a práticas profissionais negativas, tão comuns hoje em dia.

Tudo isso passa pela construção de princípios éticos voltados para a atuação do vendedor, empregado ou autônomo, delimitando o exercício das suas funções, de forma consciente, profissional, socialmente digna e eficiente.

É fato é que o direito não cuida ao menos de forma direta, dessas questões. Por conseguinte, muito se tem falado sobre a necessidade das empresas criarem um Código de Ética para regulamentar as negociações e condutas dos vendedores consumidores já têm um código. 

Teriam alguns postulados éticos a finalidade de regular somente o contexto comportamental do empregado?

A normatização de conduta ética não seria o próprio regulamento da empresa, portanto, norma contratual, esfera que pertence ao direito e não a ciência ética? Enfim, nosso objetivo neste contexto é faze-lo refletir, examinar, em linhas gerais, o conceito de ética, para indagarmos sobre a pertinência de sua regulação no âmbito de vendas.  Até prova em contrário, a ética que você poderá adotar, será o seu principal investimento como profissional de vendas, criando confiabilidade entre seus clientes e no mercado.

Agora, não fique a folhear páginas na expectativa de que iremos lhe dizer em quanto tempo você estará pronto para ganhar muito dinheiro.  Nós não conhecemos a amplitude da sua dedicação e empenho para qualificar-se cada vez mais, muito menos a sua capacidade de insistir, de resistir, depois de ouvir um não.  Nós só sabemos que serão muitos. Você terá que ser também, resiliente. Você sabe o que é isso?

SOBRE RESILIÊNCIA

É cada vez mais comum escutar nas empresas, nas escolas e no cotidiano da vida, falar de que temos que ser resilientes. Resilientes são aquelas pessoas capazes de superar dificuldades, obstáculos, por mais fortes e traumáticos que eles sejam. Pode ser no nosso caso , a desistência de uma venda praticamente fechada, um longo período sem conseguir abrir uma negociação; assim como pode ser um desemprego inesperado, a morte de um parente querido, uma separação conjugal, ou qualquer outra ocorrência que nos afete diretamente, comprometendo nosso melhor desempenho. Resiliência é um termo que a psicologia trouxe da física. Diz-se da propriedade que alguns corpos apresentam de retornar à forma original.

Na psicologia – em especial a organizacional, já se trabalha com um “Questionário do Índice de Resiliência: (Adultos – “Reivich – Shatté / Barbosa”). A escala mensura sete Fatores que constituem a resiliência:

1 – A administração das emoções, descrita como a habilidade de se manter calmo sob pressão;

2 – O controle dos impulsos, compreendido como a habilidade de não agir impulsivamente e a capacidade de mediar os impulsos e as emoções;

3 – Otimismo, a habilidade de ter a firme convicção de que as situações irão mudar quando envolvidas em adversidades e manter a firme esperança de um futuro melhor;

4 – A análise do ambiente, descrita como a habilidade de identificar precisamente as causas dos problemas e adversidades;

5 – A empatia, revelando a habilidade de ler os estados emocionais e psicológicos de outras pessoas;

6 – Auto eficácia, como a convicção de ser eficaz nas ações;

7 – Alcançar pessoas, a habilidade de se conectar a outras pessoas para viabilizar soluções para as intempéries da vida.

E agora, vamos desenvolver sua resiliência?..

Fonte: Uma Imagem, Uma ideia, Um produto Venda o que Seu Cliente Precisa.

Autores: Rosemberg Pires e Tadeu Nascimento.