Criatividade

ENDORFINA: HORMÔNIO DA FELICIDADE E DA LONGEVIDADE

Você já observou quem está a sua volta? Alguns são bem-humorados, passam felicidade, contagiam o ambiente e atraem as atenções de todos. Já os sisudos, tornam as coisas mais difíceis, mais pesadas. Entre um e outro como a noite e o dia, sentimo-nos motivados e depressivos alegres e infelizes relaxados e tensos vívidos e angustiados.

 Como encontrar as chaves ou a receita para a felicidade? É fácil perceber que algumas pessoas vivem plenamente, desfrutam a vida enquanto outros a enfrentam como uma penitência… dispensável as comprovações científicas, pessoas mais bem-humoradas vivem mais e melhor. Elas polarizam os meios, fazendo com que pequenas e grandes decisões empresariais e políticas, girem a sua volta. São seres como pólos energéticos, atraem bons fluidos, o que favorece os bons resultados.

 Os avanços da bio-eletrografia, constatam o entrecruzamento das energias humanas, de infinitas trocas energéticas entre os seres e os objetos. Existem campos de energia com maior e menor “quantum” de irradiação, o que provoca mudanças nos limiares de outros seres e mesmo objetos.  Cada célula humana armazena entre 40 e 90 mini-volts. Os bem-humorados têm uma maior capacidade de armazenamento de energia e suportam melhor as tensões. Todos os processos psiconeuro e biofisiológicos, mecânicos e extracorpóreos, sociais, são dependentes de energia.

Em recente pesquisa do The Laughter Remedy EUA, 1.500 pessoas analisadas, aquelas que tinham um maior senso de humor, energeticamente, polarizavam seus pares. Uma significativa redução dos níveis de estresse muitos pacientes que se queixavam de algum tipo de dor, frente ao riso tinham suas dores minimizadas. E constataram-se alguns efeitos do riso sobre o organismo:

– O hormônio do estresse, que é produzido pelas glândulas suprarrenais são reduzidos.

– Com o riso, suas lágrimas passam a ter mais imunoglobulinas, um anticorpo que é a sua primeira linha de defesa contra algumas infecções oculares provocadas por vírus e bactérias.

– Sua boca também passa a ter mais imunoglobulina, resultando em uma melhor função imunológica.

 – O riso acelera a recuperação de convalescentes e é eficaz no combate a dor.

– O poder do riso, além de ativar a produção de endorfinas, é tão eficiente quanto a acupuntura, o relaxamento, a meditação, os exercícios físicos e a hipnose.

– O nível de cortisol aumenta de forma nociva durante o estresse, diminuindo significativamente com o riso.

– A pressão sanguínea aumenta durante o riso e cai abaixo dos níveis de repouso depois.

– Há uma redução da tensão muscular depois do riso. Um dos principais fatores que contribui para as doenças ocupacionais, como a Dort Distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho, é o excesso de tensão muscular.

– O ar é expelido em grande velocidade de seus pulmões e de seu corpo quando você dá uma boa gargalhada. Seu corpo todo é oxigenado inclusive o cérebro. Este fenômeno contribui tanto para que você pense com clareza quanto para uma boa forma aeróbica.

– O riso possui um efeito anti-inflamatório em suas juntas e ossos que contribui para reduzir a inflamação e aliviar a dor em condições artríticas.

– Durante o estresse, a glândula suprarrenal libera corticosteróides que são convertidos em cortisol na corrente sanguínea. Níveis elevados de cortisol têm um efeito imunossupressivo o riso reduz os níveis de cortisol, protegendo nosso sistema imunológico o estresse é o elo entre a pressão alta, a tensão muscular, o sistema imunológico enfraquecido, enfarto, diabetes e muitas outras doenças.

Fonte: Academia Letras do Brasil.

 Não há como questionar os efeitos positivos de quem viva positivamente. Vendedores de bem com a vida venderão sempre mais do que aqueles desesperançados, pessimistas, mal-humorados e sem ânimo.

 Pessoas entristecidas, tendem a não reagir ante os obstáculos naturais da vida.

 O sentimento de tristeza quando passa dos limites compreensíveis, pode ser um sintoma de depressão que, precisa ter acompanhamento profissional, a princípio via psicologia. E há supostas terapias que prometem reprogramar a mente humana aos caminhos do sucesso e da felicidade. Tem gente que acredita e se dá bem…

Livro: Uma imagem, uma ideia, um produto venda o que seu cliente precisa.

Autores: Tadeu Nascimento e Rosemberg Pires